A conferência

A Dieta Mediterrânica está classificada como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO e merece ser mais divulgada, compreendida e acarinhada pelos portugueses.

Foi com este propósito que o Grupo Jerónimo Martins organizou a Conferência Dieta Mediterrânica à Portuguesa, com o apoio institucional da Câmara Municipal de Lisboa (no âmbito da Lisboa Capital Verde Europeia 2020), da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e com o patrocínio científico da Direção-Geral da Saúde.

Temas em debate

Especialistas de diversas áreas do sistema alimentar debateram a herança, o presente e o futuro da Dieta Mediterrânica em Portugal.

A curadoria científica da Conferência esteve a cargo de Pedro Graça, director da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto.

ALINHAMENTO

Nota de boas vindas
Pedro Soares dos Santos
Presidente do Grupo Jerónimo Martins
A pandemia tornou ainda mais urgente a necessidade de uma reflexão sobre a importância da Dieta Mediterrânica, considerada pelo presidente do Grupo Jerónimo Martins como um regime alimentar contra a privação e contra a solidão, destacando o facto de ser também “a arte do pouco fazer muito”.
Ver intervenção
Abertura dos trabalhos
José Sá Fernandes
Vereador Ambiente | Clima e Energia | Estrutura Verde
Câmara Municipal de Lisboa
Lisboa Capital Verde Europeia 2020

Como responsável pela Lisboa Capital Verde Europeia 2020, José Sá Fernandes traçou um breve retrato das principais mudanças de natureza ambiental ocorridas na capital portuguesa desde 2008.
Ver intervenção
Intervenções
Paulo Farinha Marques
Paisagens de Vinho, Broa, Azeite e São Martinho
O arquitecto paisagista e professor da Universidade do Porto fez uma radiografia histórica às paisagens e culturas agrícolas em Portugal, entrecruzando-as com os hábitos e culturas gastronómicas representativas da Dieta Mediterrânica e típicas de várias regiões do país.
Ver intervenção
Alejandro Santos
Padrão Alimentar Mediterrânico e Saúde
O investigador da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto considera que a Dieta Mediterrânica representa um exemplo paradigmático de um padrão alimentar equilibrado que pode contribuir para a prevenção de doenças crónicas.
Ver intervenção
Maria João Gregório
Adesão dos Portugueses à Dieta Mediterrânica
A directora do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável da Direção-Geral da Saúde revela que a maioria dos portugueses conhece e sabe o que é a Dieta Mediterrânica, de acordo com os dados do estudo nacional apresentados nesta intervenção.
Ver intervenção
Mónica Truninger
O Afastamento dos Portugueses da Dieta Mediterrânica: uma Reflexão Sociológica
A socióloga e investigadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa defende que a mudança de hábitos alimentares está em marcha e que os portugueses procuram uma alimentação mais baseada em vegetais e com cada vez menos proteína animal.
Ver intervenção
Mesa-redonda: como salvar a Dieta Mediterrânica?
Num contexto em que a população mundial não pára de crescer, saiba como a promoção da educação e a preservação da herança alimentar se tornam ferramentas importantes para assegurar o futuro da Dieta Mediterrânica e simultaneamente combater o desperdício alimentar.

Moderador: Pedro Graça

Ver
mesa-redonda
António Serrano
Soberania Alimentar
Iva Pires
Reaproveitamento e Combate ao Desperdício
Jorge Botelho
Cultura e Identidade
José Sá Fernandes
Sustentabilidade Ambiental
Conclusões da conferência
Pedro Graça
Director da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto
O curador científico da conferência reforçou a importância da investigação, da inovação e da tecnologia enquanto peças essenciais para assegurar o futuro da Dieta Mediterrânica.
Ver intervenção
Encerramento
Maria do Céu Antunes
Ministra da Agricultura
A responsável pela pasta da Agricultura reforçou o compromisso de alargar a adesão dos portugueses à Dieta Mediterrânica, que considerou estar entre os regimes alimentares mais saudáveis do mundo, ao mesmo tempo que apresenta consequências benéficas para a economia do país e para o ambiente.
Ver intervenção